14 3880.7552 contato@mipflorestal.com.br Linkedin Facebook

Amostragem e Monitoramento de Pragas

Após a praga estar instalada em viveiro ou campo, enviamos uma equipe técnica para coletar amostras de materiais. Com os dados de quantificação do número de insetos ou perdas por doenças, recomendamos a necessidade de monitoramento ou controle.

Monitoramento com armadilhas adesivas amarelas

Para o monitoramento dos insetos pragas psilídeo-de-concha, psilídeo-de-ponteiro, percevejo bronzeado e vespa-da-galha e seus inimigos naturais, utilizamos armadilhas adesivas amarelas instaladas em viveiro e/ou campo, sendo recolhidas a cada 30 dias quando em baixa infestação.

Conforme o aumento da infestação a substituição das armadilhas serão intensificadas para cada 15 dias. O número de pontos amostrais pode variar em função da região, clima, espécie planta de eucalipto, idade e outros fatores avaliados junto ao produtor florestal, mas com base em trabalhos já realizados pelos seus especialistas, de uma maneira geral se instalamos um ponto amostral para cada 200 a 500 ha.

Se a área for menor, que 200 ha, planejamos de uma maneira personalizada o seu monitoramento. Entre em contato com um de nossos especialistas e saiba como prevenir surtos populacionais destes insetos pragas em seu viveiro ou floresta plantada de eucalipto.

Monitoramento com armadilha luminosa

Utilizamos armadilha luminosa para o monitoramento de qualquer lagarta desfolhadora como Thyrinteina arnobia, Sarsina violascens, Glena etc. Com o diagnóstico realizado da espécie e com o conhecimento prévio de seu ciclo biológico, comportamental e a fase biológica do inseto detectada em campo, nossos especialistas definem o número de pontos amostrais e o período de coleta de cada armadilha luminosa.

Atualmente a MIP Florestal obteve em função de seu monitoramento sucesso em todas as recomendações de controle de lagartas desfolhadoras, sendo realizado somente um controle na área e o mais importante os inimigos naturais se estabeleceram na área e o inseto não volto a se tornar mais praga.

Monitoramento com armadilha de interceptação de vôo com atrativo etanol

Esse tipo de monitoramento é para áreas com presença de plantas atacadas com o patógeno Ceratocystis fimbriata, agente causal da Murcha de Ceratocytis e materiais estressados por outros fatores.

Quando o etanol e utilizado como atrativo em armadilhas, muitos coleópteros são atraídos, dentre estes principalmente os da familia Scolytidae e Platipodidae, possíveis vetores da doença. Isso se deve ao fato de o odor do etanol imitar alguns extrativos voláteis das árvores estressadas, sendo capturado pelo painel de impacto da armadilha. Entre em contato com nossos especialistas e tire suas dúvidas.

Observação: Caso não esteja descrito o monitoramento de algum inseto praga ou doença, vamos estudar o caso e propor o melhor método possível.

Clientes e Parceiros

  • fepaf.jpg
  • prefeiturabtu.jpg
  • st.jpg
Rua José Barbosa de Barros, 1780 - Fazenda Lageado Prospecta - Incubadora Tecnológica de Botucatu - Sala 01
CEP 18610-307 - Botucatu - SP Tel. 14 3880.7552E-mail contato@mipflorestal.com.br